Notícias

21/05/2019

Quarta-feira gratuita no MAC-PR: saiba mais sobre as exposições "Estamos aqui!" e "Tempos Sensíveis"

As duas mostras estão em cartaz no museu e podem ser visitadas gratuitamente às quartas-feiras

 

Trabalhos de 15 artistas mulheres em diversas técnicas e obras que tratam de questões como a natureza humana e seus desconfortos são os dois temas presentes nas exposições em cartaz no Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR): "Estamos aqui!" e "Tempos Sensíveis" — às quartas-feiras as mostras têm entrada gratuita (o MAC-PR está funcionando temporariamente, durante a reforma de sua sede, nas salas 8 e 9 do Museu Oscar Niemeyer).
Mostras gratuitas.
"Estamos Aqui!" apresenta o trabalho de 15 artistas mulheres, com obras do acervo e de convidadas.

Recém-inaugurada, "Estamos aqui!" tem curadoria da diretora do MAC-PR, Ana Rocha, e reúne o trabalho das artistas Ana Gonzalez, Cristina Agostinho, Deborah Santiago, Eliane Prolik, Elizabeth Titton, Erica Storer Araújo, Isabella Lanave, Fabiana de Barros, Guita Soifer, Janete Fernandes, Juliana Gisi, Mainês Olivetti, Marga Puntel, Marta Neves e Maya Weishof.

A exposição, que apresenta trabalhos do acervo e de mais quatro convidadas, é uma maneira de reequilibrar a representatividade feminina; a coleção de 1.800 obras do MAC-PR é composta por 398 artistas homens contra 229 mulheres, realidade que ainda persiste em museus de todo o mundo.

O corpo como protagonista para falar de temas como identidade e consumo (como na obra "Dueto em três vozes para Mariposa", de Juliana Gisi), fotografias que trazem histórias familiares profundas (como a série "Fátima", de Isabella Lanave) e trabalhos oriundos da residência artística Faxinal das Artes, (realizada no começo dos anos 2000 pela Secretaria de Estado da Cultura) fazem parte da mostra.

 

Obras do acervo

Tempos Sensíveis
Exposição reúne 79 trabalhos do acervo do MAC-PR.

Já "Tempos Sensíveis", que teve curadoria de Agnaldo Farias, traz 79 obras, todas do acervo do MAC-PR. Estão na mostra trabalhos como "Calle Palma – Assunção", do gravador, desenhista e pintor Lívio Abramo, conhecido como o precursor da gravura moderna no Brasil, e "Figura I", um autorretrato de Leonor Botteri (1916-1998). A história da artista, que foi aluna de Guido Viaro e professora de pintura da Escola de Música e Belas Artes do Paraná é revolucionária: Lenor enfrentou os desafios de ser uma artista mulher na década de 1940, e desenvolveu uma linguagem própria na pintura. 

 

Serviço:

Exposições “Estamos aqui! Relevos no Horizonte do Acervo do MAC” (em cartaz até 4 de agosto) e "Tempos Sensíveis" (aberta até o final de julho).

 

Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Rua Marechal Hermes, 999. Curitiba/PR

Temporariamente, por causa da reforma em sua sede, o MAC-PR está funcionando nas dependências do Museu Oscar Niemeyer.

Visitação de terça a domingo, das 10h às 18h.

Entrada gratuita toda quarta-feira. Nos demais dias, R$20 e R$10 (meia-entrada).

Salas 8 e 9 | www.mac.pr.gov.br

 

MAC-PR 50 Anos

Criado em 11 de março de 1970 por decreto oficial, o Museu de Arte Contemporânea do Paraná completa 50 anos em março de 2020. Desde o início do seu funcionamento, foi responsável por ser um espaço de tendências e discussões sobre arte contemporânea. Atualmente, seu acervo é composto por 1.800 obras de artistas paranaenses e brasileiros, além de estrangeiros. É referência em pesquisa e documentação no Estado para pesquisadores da área e realiza ações de arte e educação para a comunidade. Sua sede, (no centro de Curitiba, onde estava desde 1974) está fechada para reforma e restauro. Por enquanto, o MAC-PR funciona nas salas 8 e 9 do Museu Oscar Niemeyer (MON).

Fonte: Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC).

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.